15:17

E tudo muda

Publicada por Jonas Matos |

Faço questão de te procurar.
É impossível menosprezar alguém que já nos foi tão crucial, que marcou um momento específico da nossa vida. Se sei que estás (num sitio que eu também esteja), faço questão de te procurar, só para te dizer um olá; não me importado com quem está ao meu lado.
Lembro-me de ti, assim, muitas vezes.
Posso ser surrealista, parecendo até um discurso de um apaixonando, mas é apenas e tão só um desabafo de alguém que um dia amou de verdade e que sentiu uma afecção nova pela primeira vez.
E tudo muda.

6 comentários:

Indian summer disse...

E tudo muda...

Catarina disse...

Meu querido:

É muito simples na verdade, o facto de alguém não te querer bem, ou passares indiferente perante uma pessoa (ou essa pessoa fingir que lhe és indiferente, ou até tu julgares que passas indiferente) não quer dizer que tu não possas nutrir um GRANDE carinho por tal pessoa.

Há várias formas de amar. O que sentes pode (já) não ser um amor entre dois amantes, mas é, com certeza, uma espécie de amor. Não o percas.

Como sabes, "Tudo vale a pena".

LY* beijo :)

Luís Gonçalves Ferreira disse...

A procura leva-nos a descoberta e ao conhecimento. Se há maior adrenalina do que achar é precisamente a de procurar. Mesmo que doa, magoe, custe e faça sangrar, quando se acha ou reencontra o que nos marcou, numa clara procura daquilo que fomos e, talvez, gostavamos de voltar a ser.

Rui Veloso diz-nos, nas "Regras da Sensatez", que:

"Nunca voltes ao lugar
onde já foste feliz
por muito que o coração diga
não faças o que ele diz
Nunca mais voltes à casa
onde ardes-te de paixão
só encontrarás erva rasa
por entre as lajes do chão
Nada do que por lá vires
será como no passado
não queiras reancender
um lume já apagado(...)"

Eu discordo. Às vezes para nos encontramos precisamos de reviver o que os outros foram na nossa vida. Quem ignora o papel do que nos rodeia nos nossos contexto acaba por se negar. A si e à construção social que é.

Um abraço.
:)

Fotógrafo disse...

Recordar as pessoas que gostamos muitas vezes é algo que não deve ser mudado. Não deixes que tudo mude.

Abraço :)

Angel disse...

Me identifiquei com este post, de verdade. Eu faço o mesmo, por mais que as vezes seja condenável.

Eis a vida de quem ama... rs.

Gostei do seu blog! Vou seguí-lo, certamente!

Abraços.

Jonas Matos disse...

@Catarina: tudo é magnifico e cada momento vale a pena.
@Luís: Não poderia estar mais de acordo!
@André: :D