23:22

Relacionamentos

Publicada por Jonas Matos |

E se um dia eu disser que realmente te amo?

De todas as realizações do mundo, é aquela que menos alcanço. Não aguento as futilidades romanceadas pelas novelas de hoje, o proteccionismo banal de um falso interesse pelo meu suposto bem-estar, mas também não suporto a traição pelo simples facto de não dar sexo simplesmente por dar.

Farto-me de tudo aquilo que não é coerente, é facto. Idealizo tudo aquilo que desejo e interiorizo-o como verdadeiro na cara de alguém. Assumo o relacionamento rápido. Depois, desiludo-me e desiludo.

No auge dos meus 20 anos tive poucos relacionamentos sérios, arrisco a dizer que foram dois. Não sei se é bom ou mau.

Gostava de ter um, mais maduro.

8 comentários:

Fábio Paulos disse...

so' se realmente lho disseres sabera's o q vai acontecer!
mas pensa que podes estar melhor sozinho, do que com alguém e a sofrer! um dia vais encontrar a pessoa certa!
;)

abrcx

Rii'Campos disse...

Por vezes a vida não é como nós queremos e isso, causa alguma angustia em nós ! Pensar bem numa decisão como esta é um pouco constrangedor mas ao mesmo tempo pode-nos fazer bem se viermos a reparar que tomamos a decisão correcta (...)

;b

Anónimo disse...

Podem ser horas, dias, meses, anos.
É sempre alguém. Não magoes, certifica-te que amas. Não deixes que te magoem, certifica-te que és amado.

Há lugares vazios, que ninguém pode ocupar. Mas há lugares vagos que deixamos preencher.

É só sentir.

Indian summer disse...

Subscrevo tudo, e principalmente a ultima frase.
Beijinho*

Fotógrafo disse...

Não jogues palavras fora se o sentimento não for real. Ama sem racionalizares o que aguentas ou não, o que queres ou não.
Não te limites a sentir, vive.
E se um dia chegares diante de uma pessoa e disseres que realmente a amas, que seja verdadeiro, não idealizado.

Abraço

João disse...

Às vezes, o facto de não se ter tido um relacionamento sério, não implica necessariamente que o tenhas sido tu, mas muito provavelmente as pessoas por quem te apaixonaste. Há tanto para viver ainda, que é daquelas coisas, quando menos se espera, acaba por acontecer.

Abraço.

Angel disse...

Há muito a ser vivido, é esta a certeza. Quando for amor de verdade, você saberá. E a maturidade? Vem com o tempo, ou ainda, com uma boa escolha, sim porque, se houveram fracassos é preciso considerar que duas pessoas fizeram parte do processo.

Abraços!

vasco disse...

muitos abraços recebes tu