18:39

O caminho

Publicada por Jonas Matos |

Acompanhado pelo sol frio, a caminhar pelo alcatrão molhado da rua, vejo-me a falar alto comigo próprio.
Estou só a encher o meu vazio, a apagar o tédio, estou, na verdade, simplesmente a sonhar.
Este é o sonho que recomeça e acabo quando quero. Não vale a pena desistir.
Afinal fui sempre um apaixonado pelas desilusões. Não sei sentir, sem depois me magoar, ou pior, ferir os outros.
Um dia hei-de conseguir encontrar a realidade, enquanto isso não acontecer, deixem-me apenas imaginar.

2 comentários:

Catarina disse...

Quem nunca se iludiu numa paixão? Quem nunca sonhou com tudo aquilo que deseja?
Quem nunca imaginou viver uma vida perfeita?

Faz parte da nossa condição humana!

Fábio Paulos disse...

infelizmente compreendo te bem, sonhar e' bom, mas convém estar bem assente no chão para não nos magoar