16:01

A Pintura

Publicada por Jonas Matos |

Pintar-te numa parede com uma cor que só eu possa ver – era o meu sonho.
Apaga de mim todos aqueles quadros minimalistas, sombrios e abstractos que, um dia, alguém se lembrou de pintar sobre mim.
Esbatia tudo na tua pele que um dia julguei ser nosso. Afinal, todas as minhas preocupações são entre o meu, o teu e o nosso.
Quer ver num quadro pequeno, que chega, uma amálgama encantada de cores, sorrisos, ternura, pele nua, teu pé descalço a brincar na areia e, no final, um beijo acesso retratado como um pormenor.
Depois, no meio do firmamento ou do Atlântico, as nossas mãos e só as nossas mãos a brincar conforme o vento nos leva. Assim, não poderemos dizer que nos estamos a tocar propositadamente
Tudo isto me levaria o medo, a saudade que magoa, que estrangula.
Pintem-me numa nova tela, uma tela branca e vazia.

3 comentários:

Catarina disse...

A vida, ao contrário das pessoas com quem nos cruzamos, tem a cor com que nós a pintamos.
As pessoas, essas, podemos sempre tentar repintar com cores diferentes.
Da nossa vida podemos querer pintar a mais bonita tela, mas não basta ser bom pintor. Temos que desenhar bons elementos

Pedir que de ti apaguem tudo o que foi pintado de mau e te voltem a pintar é um pedido inteligente, contudo não sei se o mais feliz...
Apagar o passado nem sempre leva a mágoa!

Este texto deixa-me uma pulga atrás da orelha...

Adão disse...

Sempre me disseram, nas aulas de desenho, que o mais difícil era encarar uma folha em branco. Porque fazia com que, nos fizesse pensar em como começar. E o começar é sempre complicado, porque existe tanta coisa que tem de ser ouvida, que é difícil começar com um risco à esquerda ou um risco à direita, mais carregado ou leve, de cor ou monocromático. Dar continuidade ao existente é mais fácil… mas por vezes precisamos de uma folha em branco, de uma tela, ou de uma parede nua, para que se encontre outras coisas, que escondidas não se revelaram logo na primeira oportunidade.

Francisquinha disse...

Procura o pincel no teu coração, e pintarás a tua felicidade, sem medos :)