15:24

Ponderação de Factos

Publicada por Jonas Matos |

Pus-me a pensar cá com os botões – se segunda-feira não tivesse ocorrido o circo mediático cujo palhaço principal foi Cristiano Ronaldo; e se na terça não tivesse ocorrido o último grande espectáculo pós morte de Michael Jackoson o que teria sido de Portugal?
Tendo em conta que a Comunicação Social tem por hábito dramatizar as questões de saúde, com a quantidade de casos a emergir cada dia, “o belo do excelente” jornalista português, (em suma) o sensacionalista, teria logo ido buscar a história da vida das vitimas da gripe, dos familiares, dos colegas de trabalho, e de toda uma panóplia de hipóteses coerentes e absurdas que só iriam originar o caos.
Faço público que um dia quero ser jornalista.

1 comentários:

Catarina disse...

Desde que não seja para seres como uns e outros jornalistas que andam por aí, tens todo o meu apoio ;)