21:19

Estranheza

Publicada por Jonas Matos |

Basta um olhar para nos entendermos tão bem.
Pode ser sedução. E é olhar-te uma vez mais.
E sentimo-nos bem.
Concretizaram-se os olhares de bate e foge e os encontros pouco ocasionais que eram (e são) na verdade bem intencionais, mas que não nunca foram combinados.
Ainda não sei quem és, mas gosto do que conheço. Será possível apaixonarmo-nos pelas palavras?
Continuaremos com a nossa estranheza que é unicamente nossa.

2 comentários:

Cat disse...

Sem estranheza e sem momentos estranhos a vida não era nada, mas tu já sabes isso. Sem olhares nunca haveria nada, nem borboletas no estâmago e tu sabes isso. Enjoy

Anónimo disse...

Continuemos...