Publicada por Jonas Matos |

Não será utópico dizer que, de verdade, somos novos, mas andamos a viver como graúdos. Não é de todo mau, bem antes pelo contrário.
Pode ser pelo inicio da paixão, pode ser pelo começo de um novo rejuvenescimento, até pode ser por nada e por ser tudo.
A nós juntou-se já o Bambu bar, o Manga Rosa, e todos os outros momentos inesquecíveis que, sempre vivemos.
Vamo-nos ainda ser mais.

4 comentários:

Gonçalo disse...

Viver como graúdos implica como tal, responsabilidades e afins, o que nestas coisas do amor, nem é tão mau quanto isso .. Que cresçam mais e mais :)

Adão disse...

Há tempo para tudo. Mas a responsabilidade que vive no "mundo dos grandes" torna-se essencial, se queremos mais da vida e das pessoas. Se queremos ser pessoas verdadeiramente pessoas a nosso lado, ou imaturidades que nos tratam como brinquedos, que hoje são bons, que amanhã serão maus. O mundo dos graúdos trará muita coisa boa, se soubermos utilizá-lo no seu melhor sentido. Não digo que outros mundos não possam ter os seus encantos... mas no sentimental... é melhor utilizar a responsabilidade e a maturidade... para não ferir ninguém... para não ferir nós próprios! Um abraço

Catarina disse...

Que essa vida de graúdo dure para sempre, se és assim feliz!

;D

Jonas Grancha disse...

=) vive a vida