21:01

Deixar de Existir para viver

Publicada por Jonas Matos |

Não sei se é do calor parvo que vem e volta que sinto aquela necessidade de acordar ao lado de alguém. Alguém que eu sinta que goste de mim, alguém que eu também goste. Tenho essa pequena grande dificuldade de não conseguir ainda no auge dos vinte conseguir exprimir aquilo que sinto.

Afinal, quero fazer mais do que existir, quero viver.

2 comentários:

Carla disse...

Essa necessidade de exprimir o que sentes vai acabar por se soltar quando assim houver motivo para tal.

Porque afinal de contas, "aquela" pessoa aparece quando menos esperamos =)

Adão disse...

É normal que aos 20 anos penses assim. Não és diferente dos outros, deixa lá... a maturidade atinge-se com a experiência de vida e estás na altura certa, para teres certas atitudes. O amor, esse, irá aparecer quando menos der conta. Apenas terás que ter o coração aberto para ele entrar... não podes ver as coisas só com os olhos bem abertos, mas senti-las de olhos fechados.